7 diferenças entre pessoas de mente aberta e mente fechada

agosto 14, 2018


“Um grande teste de inteligência é a capacidade de uma pessoa reter duas ideias opostas na sua mente ao mesmo tempo e ainda preservar sua capacidade de funcionar.”

Ray Dalio é um investidor bilionário dos Estados Unidos, fundador do fundo de investimento Bridgewater Associates e faz parte, de acordo com a Bloomberg, da lista das 100 pessoas mais ricas do mundo. Além disso, é filantropo e autor do livro Princípios, em que descreve sua filosofia de vida e empresarial.

Em Princípios, Dalio fala muito sobre uma característica importante e que sempre procurou desenvolver em si mesmo e na sua equipe, que é a de ter a mente aberta.

Aprender e desenvolver novos conceitos, mesmo que a princípio você não concorde com eles, é uma habilidade fundamental para se ter na vida e nos negócios.

Ninguém gosta de admitir que tem a mente fechada, mas a verdade é que muita gente é assim. Porém, as vantagens de ter uma mente aberta são gigantescas. É quase como ter superpoderes, pois você nunca para de aprender, crescer e melhorar.

Então é bom estar sempre alerta para reconhecermos em nós mesmos oportunidades de melhoria (quando estamos no canal errado) e como reconhecer isso nos outros, para podermos reagir de maneira adequada – menos emocional e mais construtiva.

Segundo Dalio, existem sete diferenças entre pessoas de mente aberta e mente fechada. Aqui está um resumo rápido das sete, com meus comentários:

1) Ideias desafiadoras:

Pessoas de mente fechada não querem nem gostam de ter suas ideias desafiadas ou questionadas. Pessoas de mente aberta procuram o desafio e, ao invés de achar que a pessoa que não concorda com eles é uma idiota, elas ficam curiosas para entender o ponto de vista do outro e por que ele/ela discorda.

2) Afirmações x Perguntas

Pessoas de mente fechada têm uma tendência muito maior de fazer afirmações de modo muito firme e seguro do que de fazer perguntas. Gostam de dar sua opinião, mas raramente têm paciência para ouvir a dos outros. Quando escutam uma outra pessoa fazendo uma afirmação, estão mais preocupadas em pensar em como responder do que em entender o que a pessoa está falando.

Pessoas de mente aberta sabem que sua opinião só tem realmente mais peso se forem especialistas naquele assunto (e que elas não são especialistas em 100% dos assuntos). Logo, a outra pessoa falando pode ter realmente algo importante a dizer e que deve ser considerado.

3) Compreensão

Pessoas de mente fechada gastam a maior parte do seu tempo e energia fazendo com que os outros lhes entendam.

É fácil de ver quando isso acontece: quando alguém discorda, a pessoa de mente fechada procura a repetição (mesmo com palavras diferentes) do mesmo conceito, martelando o mesmo argumento até conseguir a submissão do outro (no caso, que ele/ela concorde ou aceite o que está sendo dito).

A reação da pessoa de mente aberta, ao encontrar uma objeção, é de imediatamente mudar o canal de “apresentação” para “compreensão”, fazendo perguntas e tentando entender o ponto de vista do outro.

4) Posso estar errado, mas…

Pessoas de mente fechada, para demonstrar humildade ou para parecerem abertas, dizem com frequência coisas como “Posso estar errado, mas… aqui vai minha opinião”.

Se a sua frase vai começar com “Posso estar errado…”, então você deveria fazer uma pergunta e não uma afirmação. Aliás, provavelmente não deveria nem estar abrindo a boca para falar.

Essa é uma grande diferença em relação às pessoas de mente aberta, que sabem quando trocar de canal entre fazer perguntas/descobrir/entender e fazer afirmações com convicção.

5) Fique quieto!

Pessoas de mente fechada bloqueiam os outros, de forma aberta, direta e clara, ou indireta e mais discreta. É um “cala boca” para quem discorda, pois só gostam de ouvir sua própria voz. (Dalio recomenda a regra dos dois minutos para lidar com isso: todo mundo tem direito a falar por dois minutos sem ser interrompido).

Pessoas de mente aberta estão mais interessadas em ouvir. Um líder de mente aberta, por exemplo, vai fazer com que pessoas que não estão falando ou que têm atitude questionadora falem mais e exponham mais sua opinião. “João, você não falou nada ainda sobre isto. O que acha? Qual sua opinião?”

6) Duas ideias e a corrida dos espermatozoides

Charlie Munger tem uma frase famosa sobre este assunto. Ele diz: “O óvulo tem um jeito de funcionar que é muito parecido com o cérebro humano. Uma vez que um espermatozoide entra, ele se fecha e ninguém mais entra. O cérebro da maior parte das pessoas funciona assim também – uma vez que uma ideia ou opinião entra na cabeça da pessoa, nada mais que questione ou reveja aquilo entra.”

Pessoas de mente aberta conseguem entender e aceitar ideias contrárias de outras pessoas sem perder a habilidade de pensar por conta própria, indo e voltando entre as ideias contrárias para entender e julgar os méritos de cada uma delas.

7) Humildade

Pessoas de mente fechada não são humildes (nem conseguem fingir humildade por muito tempo).

Sua opinião está sempre certa e são fechadas inclusive a demonstrações claras e racionais de que estão erradas. Sua autoestima não permite esse tipo de avaliação.

Pessoas de mente aberta vão inclusive tentar se provar erradas para terem certeza de que estão certas. Vão tentar se desprovar, encontrar falhas na sua lógica, buracos no processo decisório, pontos fracos em planejamentos, alguém que questione suas ideias e conceitos.

Enquanto as pessoas de mente fechada buscam apenas demonstrar segurança aos outros via sua forma de falar, as pessoas de mente aberta buscam, no fundo, conseguir mais segurança para entender se o que estão falando ou decidindo está realmente correto, para só então se manifestar.

Mente fechada então acaba focando no processo de comunicação, mente aberta no processo de compreensão.

Essas são as sete características das pessoas mente aberta x mente fechada, de acordo com Dalio.

Todos nós temos um “default”, um modelo mental padrão que funciona no automático. É importante questionar-se com frequência e perguntar: estou tendo mentalidade aberta ou fechada em relação a isto?

Assim você consegue ter uma atitude mais proativa, positiva, consistente e consciente em relação a si mesmo, ao seu progresso pessoal e profissional e à forma de encarar o mundo das pessoas à sua volta (é importante reconhecer no outro a mentalidade aberta e fechada, para poder adaptar-se de acordo).


Você poderá gostar também...

Siga-nos no Facebook

Grupo HINODE